7 Alimentos PROIBIDOS na dieta!

beauty portraitVocê decide começar uma dieta, mas quais os produtos que você deve tirar da sua lista? O nutricionista esportivo Andre Pellegrini, do Instituto do Atleta (INA), em entrevista para o Portal Sua Corrida, listou sete itens que você jamais deverá comer novamente.

Sorvete industrializado
Com altas concentrações de gordura, açúcares e produtos químicos. Para se ter uma ideia, uma porção de 60 g, uma bola aproximadamente, de sorvete de creme, contém 14% das gorduras saturadas baseado em uma dieta de 2.000 calorias.
Opção: faça você mesmo! Veja essa receita de sorbet de banana com chia.

Refrigerantes
Com um ácido muito mais difícil de neutralizar do que o do vinagre ou i das frutas, prejudica bastante a saúde, sobretudo a do sistema digestório e dos ossos. Além disso, contém quantidades abusivas de açúcar.
Opção: invista no natural. Veja essas opções de sucos refrescantes para o verão.

Biscoitos recheados
Chamada de bolacha por grande parte dos paulistas, esse produto é uma combinação de carboidratos com gordura. Ou seja, uma “ótima” maneira de ganhar peso, aumentar o triglicérides e o colesterol ruim.
Opção: prepare o seu próprio cookie de pão integral.

Biscoitos salgados em embalagens individuais
Lanchinhos fáceis para levar ao trabalho ou à escola, são ricos em gordura e em sal. Mesmo na versão integral, uma embalagem conta com quase 25% do total de sódio que precisamos em um dia – baseado em uma dieta de 2.000 calorias.
Opção: prepare essa torrada integral com ovos mexidos.

Sopa em pó
Apesar de prover apenas 5% das calorias diárias – baseado em uma dieta de 2.000 calorias –, um sachê conta com 30% de todo o sódio que precisamos para um dia.
Opção: prepare uma dessas quatro receitas fáceis de sopa.

Achocolatado de caixinha
Leite integral, gordura saturada em excesso e muito açúcar é, basicamente, a composição dessa bebida. Uma caixa contem 185 kcal – 9% do valor diário baseado em uma dieta de 2.000 calorias.
Opção: veja nosso vídeo que ensina a preparar o leite de castanhas.

Salsicha
Preparada com restos de animais, é rica em sal e gordura. Além disso, geralmente é degustada em forma de cachorro quente, o que aumenta o problema com o pão, os condimentos e a batata palha.
Opção: experimente esse sanduíche de salada e frango.

Até mais pessoal!

Anúncios

Então é Natal…

Olá pessoal, faz tempo que não apareço por aqui, é as coisas estão corridas depois que comecei a trabalhar, só tenho tempo pro necessário.

Bom atualmente estou com 95 kg, pretendo começar academia em janeiro (o $$ já está separado), a alimentação estou tentando manter a mais correta possível, mas assumo que as vezes como um docinho, no dia 31/12 faz 5 meses que operei e minha nutricionista liberou líquidos gozosos, tô doida pra tomar refrigerante e ao mesmo tempo com medo porque dizem que a sensação do primeiro gole é igual ao primeiro gole de água após a cirurgia.

Natal me faz lembrar de época de excessos de comida, pelo menos era a época na qual eu comia até ficar entalada, esse ano será diferente, comerei apenas o necessário, mas digo uma coisa, é difícil desapegar da gula, você vê aquela mesa repleta de comida boa e ter que escolher o que comer é foda… Esse ano minha mãe fez: salada de maionese, farofa fria, perú, tender e arroz. Ainda não me decidi o que vou comer, mas com certeza o arroz não vai entrar no meu prato. rsrsr

Bom hora é só…

Até Mais.

Nova York Faz Campanha Publicitária “Chocante” Contra Obesidade

Uma campanha com cartazes que retratam uma garrafa de refrigerante despejando banha em um copo é a mais nova arma das autoridades de saúde de Nova York no combate à obesidade.

A estratégia da campanha é promover uma redução no consumo de refrigerantes usando a tática de chocar as pessoas com a força da imagem, que, no caso, vem acompanhada dos dizeres”Are You Pouring on the Pounds?” (“Você está derramando os quilos a mais?”, em tradução livre).

Autoridades de saúde de Nova York afirmam que a ideia foi mesmo a de usar uma imagem forte e “feia” para chocar o público consumidor de refrigerantes.

“Nós realmente queríamos fazer uma declaração e chamar a atenção das pessoas”, afirmou Cathy Nonas, diretora dos Programas de Atividade Física e Nutrição no Departamento de Saúde da cidade.

Mas especialistas em propaganda e publicidade questionam a eficácia da campanha.

“Estas imagens parecem tão repugnantes que afastam, você olha para outro lado sem assimilar a mensagem”, afirmou George Parker, especialista em propaganda.

Obesidade

Pesquisas recentes mostram que os americanos bebem quase 58 bilhões de litros da bebida por ano. E as bebidas podem contar até 17 colheres de chá de açúcar em cada garrafa de 550 ml.

Em média, os americanos consomem atualmente entre 200 e 300 calorias a mais do que consumiam há 30 anos. Parte da culpa é do fenômeno do aumento do tamanho das porções mas, também devido ao consumo de refrigerantes.

O cartaz no metrô de Nova York é a última de uma série de campanhas do Departamento de Saúde da Cidade que incluem imagens chocantes. Campanhas contra o fumo incluem fotos de uma mulher que teve vários dedos amputados devido a uma doença causada pelo cigarro e um exame raio-X de pulmões afetados pelo câncer.

Neste sentido Nova York vem liderando as campanhas e iniciativas para aumentar impostos para refrigerantes e fast-food e abater impostos para lojas que vendem frutas e vegetais em bairros pobres. A cidade está sendo observada por autoridades de saúde de todo o país.

O prefeito Michael Bloomberg já obrigou cafés, restaurantes e lanchonetes a especificarem a quantidade de calorias nos cardápios, enviou vendedores de frutas para bairros pobres e deu incentivos a pequenas lojas para venderem frutas e vegetais.

Defensores das campanhas de saúde pública afirmam que os Estados Unidos estão vivendo hoje uma epidemia de obesidade que custa ao país US$ 147 bilhões por ano em gastos com saúde. De acordo com as últimas estatísticas do governo americano, 32.2% dos americanos adultos e 17.1% das crianças já são clinicamente obesos.

Fonte: BBC Brasil