Além dos Bons Resultados Ganhei Anemia e hérnia…

Olá pra todos!!!

Bom vim hoje comentar sobre dois riscos da cirurgia, a hérnia pós cirúrgica mais conhecida como hérnia incisional, segundo Dr. Juliano após suturar o meu músculo abdominal existe o risco de após algum esforço ou até mesmo por causa da obesidade ter aberto um espaço e por essa abertura passar um pedaço do peritônio, deu pra entender? Ele me mostrou certinho como acontece e me proibiu de fazer abdominais pra não correr o risco de aumentar a hérnia, vamos lá aqui uma explicação mais específica:

Hérnias incisionais

As hérnias incisionais ocorrem em locais do abdômen que já foram submetidos a uma incisão cirúrgica, e são resultantes da cicatrização inadequada dessas incisões. Este tipo de hérnia tem como característica apresentar altos índices de recidiva e de complicações. Os principais fatores que levam ao desenvolvimento de hérnias incisionais são: a infecção da ferida cirúrgica no pós-operatório, a obesidade, o tratamento com corticóides e quimioterapia, complicações respiratórias (tosse) no pós-operatório, má nutrição e idade avançada.

Nas hérnias incisionais pequenas, o tratamento pode ser realizado apenas com a sutura simples do defeito da parede abdominal (herniorrafia). No entanto, nos casos de grandes hérnias incisionais, há a necessidade de colocação de uma rede própria, que é reabsorvida e serve para reforço da aponevrose. Nos pacientes obesos, a colocação da rede por via laparoscópica (por dentro do abdômen) pode apresentar vantagens. (Wikipédia)

E a anemia que é causada pela baixa absorção de nutrientes e no meu caso também pelo excesso de menstruação, terei que passar no Dr. Alexandre (gineco) pra vermos a possibilidade e opções de suspensão de menstruação, a anemia ferropriva é a mais frequente das anemias e os seus principais sintomas são: fraqueza, indisposição, fadiga, cansaço, tontura, zonzeira, confusão mental, irritabilidade, dor de cabeça, unhas frágeis, feridas no canto da boca, língua vermelha dolorosa e lisa, falta de apetite, palpitação , batedeira no peito, taquicardia, inchaço nos tornozelos, falta de apetite , etc. (MagraEmergente.com)

Bom gente eu estou com esses dois probleminhas pós cirúrgicos, a hérnia só será resolvida com cirurgia, mas isso ainda tem um tempinho, Dr. Juliano disse que só fará a cirurgia depois que eu estacionar o peso, ou seja, após um ano e meio mais ou menos, já a anemia, vou começar a tratar amanhã (terça-feira 09/02) com tratamento que vai durar 4 semanas, sendo que uma vez por semana tenho que ir no hospital tomar soro + NORIPURUM. Porque vou deixar pra começar amanhã o tratamento? Porque hoje é dia de Body Combat na academia, e segundo a minha amiga Tiane é melhor ficar um pouquinho de molho pra dar um tempo pro ferro assentar no corpo…

Por hoje é só, e após o início do tratamento eu dou as caras por aqui!!!

T+

Olá pra todos!!!

Bom vim hoje comentar sobre dois riscos da cirurgia, a hérnia pós cirúrgica mais conhecida como hérnia incisional, segundo Dr. Juliano após suturar o meu músculo abdominal existe o risco de após algum esforço ou até mesmo por causa da obesidade ter aberto um espaço e por essa abertura passar um pedaço do peritônio, deu pra entender? Ele me mostrou certinho como acontece e me proibiu de fazer abdominais pra não correr o risco de aumentar a hérnia, vamos lá aqui uma explicação mais específica:

Hérnias incisionais

As hérnias incisionais ocorrem em locais do abdômen que já foram submetidos a uma incisão cirúrgica, e são resultantes da cicatrização inadequada dessas incisões. Este tipo de hérnia tem como característica apresentar altos índices de recidiva e de complicações. Os principais fatores que levam ao desenvolvimento de hérnias incisionais são: a infecção da ferida cirúrgica no pós-operatório, a obesidade, o tratamento com corticóides e quimioterapia, complicações respiratórias (tosse) no pós-operatório, má nutrição e idade avançada.

Nas hérnias incisionais pequenas, o tratamento pode ser realizado apenas com a sutura simples do defeito da parede abdominal (herniorrafia). No entanto, nos casos de grandes hérnias incisionais, há a necessidade de colocação de uma rede própria, que é reabsorvida e serve para reforço da aponevrose. Nos pacientes obesos, a colocação da rede por via laparoscópica (por dentro do abdômen) pode apresentar vantagens. (Wikipédia)

E a anemia que é causada pela baixa absorção de nutrientes e no meu caso o excesso de menstruação está ajudando, terei que passar no Dr. Alexandre (gineco) pra vermos a possibilidade e opções de suspensão de menstruação, a anemia ferropriva é a mais frequente das anemias e os seus principais sintomas são: fraqueza, indisposição, fadiga, cansaço, tontura, zonzeira, confusão mental, irritabilidade, dor de cabeça, unhas frágeis, feridas no canto da boca, língua vermelha dolorosa e lisa, falta de apetite, palpitação , batedeira no peito, taquicardia, inchaço nos tornozelos, falta de apetite , etc. (MagraEmergente.com)

Bom gente eu estou com esses dois probleminhas pós cirúrgicos, a hérnia só será resolvida com cirurgia, mas isso ainda tem um tempinho, Dr. Juliano disse que só fará a cirurgia depois que eu estacionar o peso, ou seja, após um ano e meio mais ou menos, já a anemia, vou começar a tratar amanhã (terça-feira 09/02) com tratamento que vai durar 4 semanas, sendo que uma vez por semana tenho que ir no hospital tomar soro + NORIPURUM. Porque vou deixar pra começar amanhã o tratamento? Porque hoje é dia de Body Combate na academia, e segundo a minha amiga Tiane é melhor ficar um pouquinho de molho pra dar um tempo pro ferro assentar no corpo…

Gente se houver ainda alguma dúvida sobre a anemia e a hérnia achei boas explicações na Wikipédia.

Por hoje é só, e após o início do tratamento eu dou as caras por aqui!!!

T+

SE VOCÊ TEM UM OU MAIS SINTOMAS, PROCURE O SEU MÉDICO, ELE E NINGUÉM MAIS PODERÁ DAR UM DIAGNÓSTICO E TE MEDICAR OU ORIENTAR!
Anúncios