Desabafo…

raiva5

Você já foi torturado? Pois eu estou sendo torturada psicologicamente desde o dia 25/06 pela psicóloga e nutricionista da Unimed Preventiva. Primeiro a nutricionista me em abril que eu seria liberada dia 25/06 pela Unimed para fazer a cirurgia, OK, esperei até dia 25 onde ela me disse que não seria dia 25 de junho que eu seria liberada, mas sim dia 23/07, OK, esperei até hoje e fui toda feliz afinal tenho consulta com o cirurgião marcada pra amanhã 24/07, pra confirmar a data do dia 30 pra operar (visto que a nutricionista/diretora do núcleo de obesidade havia dito que se eu conseguisse poderia marcar a cirurgia pra amanhã mesmo), chegando na Unimed Preventiva passamos pela reunião com a psicóloga e na hora da pesagem eu indaguei a diretora do núcleo de obesidade sobre a minha liberação, sabe qual foi a resposta???? “Sua liberação? Ah então vamos discutir amanhã” falei pra ela que amanhã eu tenho o cirurgião pra acertar os últimos detalhes da cirurgia, ai ela me disse que era então pra eu ligar pra ela no final da tarde de hoje.

Puta que Pariu (desculpem o palavrão), mas e se eu tivesse marcado pra amanhã a cirurgia??? Ia fazer o que? Chorar???

Eu estou inconformada, com ódio e prestes a pirar, afinal é a minha vida que está em jogo, minha saúde, minha família, meu namorado, minhas aulas, e todo o resto…

As 18h vou montar guarda na Unimed Preventiva pra forçar uma resposta, afinal não posso fazer o cirurgião de idiota como eu estou sendo feita.

Espero voltar com boas notícias…

Desculpem o desabafo, mas foi necessário!!!

UPDATE: 19h19

As 18h14 liguei (não fui até lá porque estava chovendo muito) lá na Unimed Preventiva e fui informada que eu estou liberada e meu cirurgião receberá essa informação por e-mail. Confesso que estou bastante aliviada, agora só falta a consulta que tenho amanhã com cirurgião para acertar os últimos detalhes da cirurgia e entrar pro bisturi…


Anúncios

Quarta Reunião

Eu pulei a terceira reunião que foi regida pela nutricionista, porque não surgiu nada de novo, foi falado do que se pode comer e a quantidade que cada um consegue comer após a cirurgia, a importância de se usar corretamente as vitaminas (necessárias após a cirurgia, pois o organismo não absorverá o necessário), a queda de cabelo que ocorre após o terceiro mês de cirurgia (é resultado do trauma causado pela cirurgia e a redução de absorção de vitaminas, mas cessa por volta do nono mês).

psicologo1movilA quarta reunião: hoje tivemos reunião com a psicóloga, abordamos temas como a dificuldade que o obeso tem para de desfazer de bens materiais, segundo a nossa psicóloga isso ocorre por alguma perda afetiva que o obeso já teve ao longo de sua vida, no meu caso meu pai e meu irmão, eu comentei com ela sobre o ovo de 5 kg, e a dificuldade que tenho em me desfazer dele (eu fico frustrada de ter que doar, afinal sou uma pessoa muito boa, mas não me peça para dar ou emprestar alguma coisa minha… isso não ocorrerá!). Foi também feita uma comparação da compulsão por comida com a compulsão por bebida, drogas (tudo que envolve vícios). Que na realidade todos queremos uma solução mágica para a obesidade, e isso não existe afinal, o problema de muitos obesos é que descontam as frustrações, angústias e até mesmo a felicidade na comida, ou seja, se estou feliz vou comer pra comemorar, se estou frustrada vou comer para me consolar, se estou angustiada vou comer pra ver se passa… A única coisa que mudará quando fizermos a cirurgia é que não poderemos “comer” pra fugir dos problemas, teremos que enfrentá-los de frente, afinal os problemas só desaparecem quando morremos,  se for ver na verdade mesmo os problemas não desaparecem, são deixados para os que continuaram vivos…

Bom posso dizer que a reunião de hoje foi bastante produtiva, continuo no mesmo peso desde quando eu entrei no grupo no dia 26/03.

florPor hoje é só…


Segunda Reunião

Olá pessoas,

Hoje lá no grupo de pré cirurgia tivemos reunião com a psicóloga, debatemos o que nos faz perder a cabeça, tive que ouvir uma das participantes colocando a culpa nos outros por engordar (com essa cabeça ela nunca deveria operar), eu como sempre não tive a oportunidade de me expressar.

O que eu achei mais interessante hoje foi que tivemos reunião junto com o pessoal do pós cirúrgico, eu aproveitei para tirar várias dúvidas, fiquei sabendo que na verdade a cirurgia proporcionada pelo meu convênio é a de corte e não por videolaparoscopia (fiquei decepcionada, afinal o corte é significativo, por volta de 10 a 12 cm), mas fazer o que né, se eu for fazer é o que tenho, ou teria que pagar R$ 10.000,00 para fazer com videolaparoscopia…

Descobri com uma moça muito simpática que tem que ficar 4 dias no hospital após cirurgia, que ela quase teve uma complicação no dreno (ficou por 7 dias, e quase levantou um caroço no local – não tinha mais o que drenar, o corpo estava “expulsando” o dreno), ela disse não ter tido muita dor de pós operatório…

Fiquei bastante chateada com a psicóloga, afinal na reunião ela falou que não devemos nos dobrar pelas críticas, e as vezes por um pequeno ganho de peso durante a pré cirurgia, quando fui me pesar para controle (eu já sabia que tinha ganho por volta de 1kg) ela veio me criticando, até que eu virei pra ela e disse “Olha eu estou sem acompanhamento nutricional…”, poxa vida, não olhou no meu prontuário pra ver se eu já tinha passado pela nutricionista? Eu vou passar com a nutricionista até o meio do mês, eu estou fazendo o possível, evitando ao máximo as coisas que engordam, mas querendo ou não estou voando solo… Faço o que eu sei, mas não sou nutricionista pra me prescrever uma dieta totalmente balanceada…

Desculpem o pequeno desabafo… Mas era isso ou explodir com alguém…

Até mais,