Hipoglicemia

Olá pessoal,

Mesmo com 2 anos de cirurgia ainda me considero em “test drive” com o novo estômago e metabolismo… Porque digo isso?

Simples assim, algumas coisas que como me deixam mais pesada outras me saciam, mas logo depois já estou com fome, e aprendi que depois de operada tenho que cuidar da glicemia… É pessoal, coisa que nunca tive que tomar cuidado hoje em dia tenho, comecei a ter episódios de hipoglicemia logo que comecei a malhar, até ai tudo bem, a nutricionista me orientou a ingerir mais leguminosas no jantar ou então sempre levar alguma fruta seca ou barra de cereal pra quando tenho a crise durante o dia e coisa e tal… Ah antes que me pergunte os sintomas que tive sempre foram: tremores, tontura e falta de força nos membros…

Mas nessa quinta-feira (27/10) acordei me sentindo meio estranha, a vista meio turva, tontura, e por incrível que pareça estava me sentindo “bêbada” (se é que isso é possível as 5h30 da manhã sem nem ter colocado uma gota de bebida alcoólica na boca)… Segui minha rotina (café da manhã, necessidades fisiológicas, banho…) e fui para o trabalho, ainda com aquela sensação estranha na vista (parecia que tinham colocado uma luz muito forte nos meus olhos e eu estava com a vista ofuscada, muito estranha). Já no meu local de trabalho os sintomas foram ficando piores era uma oscilação de vista turva com tontura e dor de cabeça que resolvi que no meu horário de almoço eu iria procurar o serviço de pronto atendimento, optei por almoçar antes de ir pro hospital, porque nunca se sabe quanto tempo vai demorar pra ser atendida né…
Pra minha sorte fui atendida por uma médica que também é operada, ela fez todas as perguntas de praxe e exames físicos como controle de força dos membros, teste do sorriso e verificação das pupilas, tudo normal, até que ela me questionou se eu já tive problemas de diabetes ou hipoglicemia, como minha resposta foi afirmativa pra hipoglicemia, fizemos o teste e deu q mesmo após almoçar e comer sobremesa meu nível glicêmico estava a 60… Bora lá tomar glicose na veia e esperar fazer efeito, impressionante como minha vista melhorou praticamente na hora…

Pra finalizar tomei uma bronca da médica por que nas ultimas semanas acabei por não me alimentar de 3 em 3 horas, ou melhor, eu só tomei café da manhã, almocei e jantei (NUNCA FAÇAM ISSO EM CASA OU NO SERVIÇO)… Ela me orientou a falar com o meu cirurgião e procurar imediatamente uma endocrinologista pra verificar se foi só a minha displicência ou se existe algum problema com o meu metabolismo…

É isso pessoal, sofremos com a cirurgia, mantemos o peso na academia e na correria do dia a dia não damos conta de comer corretamente acaba parando no hospital correndo risco de desmaio, convulsões ou em casos extremos coma…

Mais uma vez vou dizer e mais uma vez serei ignorada e receberei comentários de ordem médica:
SE VOCÊ TEM UM OU MAIS SINTOMAS, PROCURE O SEU MÉDICO, ELE E NINGUÉM MAIS PODERÁ DAR UM DIAGNÓSTICO E TE MEDICAR OU ORIENTAR!
Anúncios

Desgaste nos joelhos x Obesidade

Fonte da Imagem: http://www.sempretops.com/saude/dores-no-joelho

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Quem é obeso conhece muito bem o que é ter dor nas articulações pelo excesso de peso, toda vez que eu tinha uma dor ou outra nos joelhos e reportava aos ortopedistas eu ouvia a seguinte frase: “Você sente dor porque é gorda, quando você emagrecer passa…” – OK, emagreci e pro meu desespero essa dor não passou, há uns 4 dias tenho sentido o joelho esquerdo estranho, como se eu tivesse com espuma entre os ossos (só quem tem essa sensação sabe do que estou falando) resolvi procurar um serviço de emergência porque isso estava me limitando nos exercícios físicos e como a minha mãe e as mulheres família também tem histórico de artrose nos joelhos fiquei preocupada, o médico confirmou a minha suspeita e medo, também estou com início de desgaste nos joelhos e o pior no meu caso NÃO É POR CAUSA DA OBESIDADE como diziam os outros médicos quando eu era gorda! Esse desgaste se dá porque o osso que sustenta a rótula precisa ser mais alto de um lado para o encaixe dela no meio do joelho e o meu osso é igual dos dois lados o que faz com que a rótula fique mais pro lado externo de cada joelho e isso acaba desgastando mais um lado o osso que outro.  Fui orientada a procurar um especialista em joelho para iniciar um tratamento preventivo a fim de reduzir os problemas e possíveis dores. Já marquei a consulta com o especialista, agora vamos aguardar e enquanto isso reforçar a musculatura da perna pra tentar reduzir as lesões e inflamações…

Agora é um alerta pra todos que são obesos e sentem dores nos joelhos e outras articulações, se o médico vier com o papo de que o seu joelho dói porque você é gordo (eles enchem a boca pra falar) cobrem por exames, porque segundo o médico que me examinou e ter sido ou não gorda não importava no meu diagnóstico eu teria o desgaste sendo magra também!

Mais uma vez vou dizer e mais uma vez serei ignorada e receberei comentários de ordem médica:
SE VOCÊ TEM UM OU MAIS SINTOMAS, PROCURE O SEU MÉDICO, ELE E NINGUÉM MAIS PODERÁ DAR UM DIAGNÓSTICO E TE MEDICAR OU ORIENTAR!

1 ano e 6 meses

Olá, demoro mais volto…

Estou muito feliz, consegui atingir a minha meta de peso, cheguei aos 70 kg.

Dr. Juliano tinha estabelecido 83 kg, a academia 75 kg e eu após fazer as contas do IMC percebi que só ficaria com o peso ideal com 70 aí corri atrás de perder os 3 kg que faltavam pra chegar à minha meta…

A minha maior surpresa foi descobrir depois de uma semana terrível de TPM e pura ansiedade que mesmo metendo o pé na jaca consegui chegar ao peso que eu tanto esperei…

Acredito que mesmo estando bom dá pra melhorar… Qual a minha nova meta? Não sei, talvez uns 65 ou 68? Porque mais? Simples, pretendo fazer plástica reparadora de barriga e quanto menos peso eu for pra mesa melhor pra mim porque maior será a quantidade de pele a ser retirada…

O único problema que estou encontrando é que o plano até oferece a cirurgia, mas os cirurgiões é que não querem fazer pelo plano pelo simples motivo que o plano paga um valor vergonhoso pela cirurgia e pra eles compensa cobrar por volta de R$6.000,00 pra fazer por fora.

Bom, enquanto isso continuo fazendo academia, controlando ao máximo (quando consigo) as porcarias e mantendo uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas e muita carne….

Até mais,

o mais volto…

Estou muito feliz, consegui atingir a minha meta de peso, cheguei aos 70 kg.

Dr. Juliano tinha estabelecido 83 kg, a academia 75 kg e eu após fazer as contas do IMC percebi que só ficaria com o peso ideal com 70 aí corri atrás de perder os 3 kg que faltavam pra chegar à minha meta…

A minha maior surpresa foi descobrir depois de uma semana terrível de TPM e pura ansiedade que mesmo metendo o pé na jaca consegui chegar ao peso que eu tanto esperei…

Acredito que mesmo estando bom dá pra melhorar… Qual a minha nova meta? Não sei, talvez uns 65 ou 68? Porque mais? Simples, pretendo fazer plástica reparadora de barriga e quanto menos peso eu for pra mesa melhor pra mim porque maior será a quantidade de pele a ser retirada…

O único problema que estou encontrando é que o plano até oferece a cirurgia, mas os cirurgiões é que não querem fazer pelo plano pelo simples motivo que o plano paga um valor vergonhoso pela cirurgia e pra eles compensa cobrar por volta de R$6.000,00 pra fazer por fora.

Bom, enquanto isso continuo fazendo academia, controlando ao máximo (quando consigo) as porcarias e mantendo uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas e muita carne….

 

Até mais,

1 Ano de Gastroplastia – 1 Ano de Vida Nova

Olás!!!

Hoje 30/07 é dia de comemoração, 1 ano de vida nova, estômago e corpo novo!!!

Não vou dizer que é fácil, a gente opera o estômago e o bicho pega é na cabeça, as vontades são as mesmas, a fome psicológica é a mesma, porém o estômago tem 5 cm de longitude (num cabe muita coisa).

Esse ano passou muito rápido, tudo começou quando percebi que estava na hora de tomar as rédeas da minha vida ou em 10 anos eu estaria no fundo de uma cama toda debilitada ou até mesmo morta por decorrência de um AVC. Em fevereiro de 2009 peguei um ônibus (aqueles micro) pra ir pra faculdade e por pouco, muito pouco quase entalei na roleta, aquilo me matou por dentro, decidi procurar unidade de saúde preventiva do meu plano (eles tem há muito tempo grupo interdisciplinar pra obesidade), chegando lá pra triagem fui pesar o primeiro susto 128 kg o segundo susto veio após a enfermeira aferir a minha P.A. 18 x 12, estava altíssima, ela até fez pressão pra que eu fosse para o EMCOR. Após passar pela nutricionista ela me sugeriu o grupo de obesidade mórbida pré-operatório sem nenhum compromisso, pra que eu conhecesse as pessoas e caso eu tivesse interesse operaria após 6 meses de grupo interdisciplinar (psicóloga, nutricionista e fisioterapeuta), caso contrario eu poderia me manter no grupo clínico, aqueles que continuam apenas com psico e nutri, decidi por tentar a pelo menos ouvir o que eles tinham a dizer. Na mesma semana passei pelo meu gastro e novamente a pressão estava lá nas alturas, comentei com ele sobre a operação, ele me disse que não faz mas me deu todo apoio (uma vez que a minha pressão estava muito alta e em menos de 1 semana deu 2 picos), perguntou o nome do médico que eu iria passar e disse que é um ótimo profissional.

Comecei no grupo, no início ainda pensando que conseguiria emagrecer sozinha como tinha tentado há 20 anos (sou obesa desde os 7 anos, sempre fiz regime alimentar, aos 10 tomei a minha primeira fórmula e daí em diante nunca parei de tentar emagrecer ), ouvi as histórias das pessoas que já haviam operado e das que estavam se preparando, todos tinham certeza absoluta da cirurgia,  (fui ter certeza com 4 meses de grupo, percebi que mesmo fazendo muito esforço o ponteiro da balança nem se mexia) procurei o Dr. Juliano, conversamos, ele tirou todas as dúvidas que eu tinha, mas me disse que enquanto eu não tivesse certeza que iria optar pela cirurgia ele não poderia fazer muita coisa. Tive altos e baixos nesse meio tempo, com 1 mês antes da equipe decidir se iria me liberar tive que correr atrás dos laudos (médico q tivesse me atendido pra fazer regimes – pelo menos 1 ano de tratamento, psiquiatra, cardiologista…) o que me deixou extremamente irritada e chateada foi que o primeiro psiquiatra me barrou por eu ser uma pessoa muito ansiosa (poxa vida que gordo não é ansioso?) e pra ajudar o infeliz liberou uma moça do meu grupo que era totalmente doida e que depois mostrou que não estava preparada pra cirurgia, busquei por outro psiquiatra que me liberou.

Entrei pra sala de preparação as 12h30 no centro cirúrgico as 13h do dia 30/07, saí do centro cirúrgico 16h, fui liberada para o quarto as 17h40… A cirurgia correu muito bem, mas (sempre tem um mas) meu médico teria uma viagem no dia seguinte e quem iria me liberar e me visistar até domingo (02/08/09) seriam os dois médicos que fazem parte da mesma equipe (uns amores por sinal). Era época da Gripe Suína, vários quartos isolados no mesmo andar que o meu, uma senhora com suspeita foi internada no leito do lado ao meu, eu só pensava em vir pra casa pra poder dormir na minha cama, sem acesso venoso, mas com o mardito cachorrinho (dreno) rsrsrs.

É esse ano que passou foi bastante corrido, difícil em alguns pontos, cheio de ansiedade por que tem semana que você não emagrece nada, na outra fica oscilando e em algumas perde 3 kg de uma vez. Tenho feito academia pelo menos 3x por semana, Dr. Juliano disse que meu estômago tá lindo e que a hérnia é pequena, talvez ano que vem eu opere a marditinha junto com a abdominoplastia (isso é se o plano liberar, senão vou ter que brigar com eles na justiça). Ah pra quem quer saber: Tenho pelanquinhas sim! Vou ter que fazer a barriga, malhar bastante braço e perna pra ver se melhora, peito também será preciso dar uma turbinada…rsrsrs

Bjo a todos e vamos comemorar!!!!