3 anos de Rumo à Bariátrica

Caramba, como o tempo passa rápido. Parece que foi ontem que eu escrevia o primeiro post desse blog que no início era apenas uma indagação: Rumo à Bariátrica? Afinal essa era uma pergunta que eu me fazia quando entrei para o núcleo de saúde preventiva da Unimed Piracicaba. Minha situação na época era: pressão arterial 18×10 pesando 128kg, só resolvi participar do grupo multidisciplinar do plano porque eu estava indo pra faculdade e ao passar na roleta do ônibus eu quase fiquei entalada, aquilo pra mim foi a gota d’água.

O grupo me ajudou muito, mas tiveram situações que me tiraram do sério, como quando a psicóloga chegou a dizer “Deus me livre ficar gorda” quando ela contava que tomou um milk-shake e ficou com medo engordar, ou então, quando eu tinha feito tudo certo na semana e ao pesar percebia que eu tinha engordado e pra ajudar a nutricionista ao invés de tentar entender a situação só sabia criticar. Mesmo tendo passado por alguns percalços, com o tempo eu fui percebendo a real necessidade da cirurgia.

A liberação do plano aconteceu, a cirurgia foi marcada, mas sabe do que eu realmente tinha medo? Não era de morrer na mesa, mas sim de que se eu viesse a morrer quem teria que carregar o meu caixão, o caixão de uma gorda de 123kg, a vergonha que eu teria ao ver as pessoas carregando aquele monte de banhas e dizendo coisas que eu ouvi a vida toda…

Cirurgia feita, e eu achava que a pior parte era a dieta líquida, mas como eu digo para quem me pergunta até hoje qual é a pior parte? Por incrível que pareça é depois que acabam todas as limitações alimentares, é quando você pode e consegue comer de tudo, e a sua cabeça percebe que você pode comer mais um pouquinho que tá tudo bem, que não vai fazer mal, mas sim você vai passar mal, terá dumping ou indigestão…

Eu percebi com esse blog que muitas pessoas me procuram com questionamentos clínicos, e informo que quem fez essa cirurgia não é habilitado a responder sobre sintomas decorrentes dela, pra ter essas respostas procure um médico, se alguma pessoa que não tem diploma médico te orientar sobre esse tipo de assunto ela está cometendo um crime o de exercício ilegal de medicina!

É minha gente, agora não tenho mais um corpo gordo, apenas algumas sobras de pele, que o plano insiste em dizer que não é necessária a retirada delas para que eu tenha qualidade de vida. Ao me olhar no espelho eu vejo um corpo magro, mas não consigo me sentir magra, dentro de mim sempre vai viver uma obesa que pode voltar à tona a qualquer deslize.

A vida do obeso magro não é fácil, mas é mais bela que a do obeso gordo. Não vou mentir que tenho meus tropeços e enfiadas de pé na jaca, mas eu tento me controlar ao máximo e fiz da atividade física minha aliada, tento frequentar a academia de segunda a sexta fazendo no mínimo 45 minutos de atividade aeróbica.

Hoje minha pressão arterial é 10×6 e meu peso oscila entre 71-73kg, pretendo ainda chegar nos 65 (mesmo com a maioria achando que o meu atual peso está bom pra mim – mas é o que eu quero, e não que os outros acham, porque se eu fosse pelo que os outros acham eu estaria ainda com 123 kg) e com a mudança de vida que tive resolvi também mudar o nome do blog para: “Enfim magra, porém obesa! – Indagações e relatos de uma eterna obesa em um corpo magro!”.

Sejam bem vindos a uma nova etapa desse blog, uma era de manutenção de peso e melhoria contínua de qualidade de vida!

Dicas de Lanches de até 200 calorias

Que todos devem se alimentar a cada 3 horas já sabemos, agora o que comer?

O site Minha Vida trás 12 opções de lanches saborosos e com até 200 calorias.

Para não chegar ao estágio em que você sente seu estômago nas costas, é preciso incluir lanches entre suas refeições principais. Com a participação deles entre os pratos, você nunca chega faminto à próxima refeição. A necessidade, porém, pode somar muitas calorias à dieta, se você não souber em quais alimentos apostar para rechear os intervalos entre as refeições.

A responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella, com a colaboração da nutricionista da consultoria RG Nutri, Andréa Andrade, lista abaixo, exemplos de lanches ideais, montados com alimentos comuns do dia a dia e que somam poucas calorias. Além de apresentarem menos de 200 calorias, estes lanches contêm alimentos fáceis de serem encontrados nos supermercados e são super práticos, podendo ser consumidos em casa ou no escritório, garante Roberta, dando a dica.

Opção 1: com 163 calorias
1 unidade de queijo tipo Polenguinho tradicional
1 fatia de pão de forma integral
1 unidade de kiwi
Análise da nutricionista do Minha Vida: Nesta opção de lanche, temos um derivado do leite, um cereal e uma fruta, participantes importantes desse tipo de refeição. Como derivado do leite, o Polenguinho fornece cálcio, mineral de destaque na saúde dos ossos. O pão integral e a fruta oferecem fibras, colaboradoras no funcionamento do intestino.

Opção 2: com 153 calorias
1 pote (100 g) de iogurte com 0% de gordura
½ unidade de mamão papaia médio
1 colher de sopa de granola
Análise da nutricionista do Minha Vida: O iogurte com baixa quantidade de gorduras apresenta uma quantidade menor de calorias, possibilitando a ingestão de outros alimentos. A inclusão do mamão papaia e da granola aumenta o consumo de fibras, nutriente que aumenta a motilidade intestinal e a saciedade, retardando a sensação de fome.

Opção 3: com 160 calorias
1 unidade de leite fermentado tipo Yakult
1 unidade de torrada tradicional
1 unidade grande de pêssego
Análise da nutricionista do Minha Vida: O leite fermentado contém lactobacilos, microrganismos que equilibram a flora intestinal e regularizam a função do intestino. Já a torrada e o pêssego ajudam a fornecer uma quantidade adequada de calorias para o lanche intermediário ficar completo. Além disso, eles também contribuem para o bom funcionamento do intestino.

Opção 4: com 156 calorias
1 barrinha de cereais
½ unidade média de mamão papaia
Análise da nutricionista do Minha Vida: A combinação fornece boas doses de carboidratos e fibras, garantindo energia e ajudando no funcionamento do intestino.

Opção 5: com 163 calorias
1 caixinha de suco de maracujá
1 unidade de torrada tradicional
1 colher de chá de geleia com sabor de sua preferência
Análise da nutricionista do Minha Vida: O suco de caixinha é uma boa alternativa para quem não tem como preparar um suco natural. No mercado, você ainda encontra uma grande variedade de sabores, além das versões light e à base de soja. A torrada fornece fibras e carboidratos, enquanto a geleia dá um sabor doce ao lanche.

Opção 6: com 150 calorias
2 fatias de pão de forma integral
2 fatias de peito de peru
1 lata de chá light tipo Nestea do sabor de sua preferência
Análise da nutricionista do Minha Vida: O chá light é outra boa alternativa para quem vive a correria do dia a dia. Como ele contém baixíssima quantidade calórica, dá para ser acompanhado com um sanduíche simples. A combinação de pão integral e peito de peru fornecem fibras e proteínas ao organismo.

Opção 7: com 164 calorias
4 unidades de biscoito salgado
2 colheres de chá de geleia do sabor de sua preferência
1 unidade grande de ameixa fresca
Análise da nutricionista do Minha Vida: O biscoito é boa fonte de carboidratos, responsáveis por gerar energia para o corpo. A geleia pode ainda, ser substituída pelo requeijão, caso você prefira um lanche salgado. A ameixa é uma fruta com baixa quantidade calórica e rica em fibras, o que auxilia na regularização da função intestinal.

Opção 8: com 154 calorias
1 unidade média de pão de queijo
1 unidade média de maçã
Análise da nutricionista do Minha Vida: Uma alimentação equilibrada permite a ingestão de todos os alimentos. Por isso, o pão de queijo pode fazer parte do cardápio, contanto que não seja consumido frequentemente. Uma unidade média por semana é a quantidade ideal. A maça, por sua vez, fornece vitaminas, minerais e fibras, nutrientes importantes para o organismo.

Opção 9: com 130 calorias
2 torradas light
2 colheres de sopa de cream cheese light
1 xícara de chá de chá verde sem açúcar
Análise da nutricionista do Minha Vida: A torrada light fornece carboidratos, fonte de energia para o organismo, bem como fibras, substância importante para o bom funcionamento intestinal. Como derivado do leite, o cream cheese oferece um nutriente essencial para a saúde dos ossos, o cálcio. O chá verde completa o lanche saudável, apresentando substâncias antioxidantes, que combatem o envelhecimento celular.

Opção 10: com 194 calorias
1 fatia de pão integral light
1 fatia de ricota
3 fatias de peito de peru
1 copo de suco de maracujá com adoçante
Análise da nutricionista do Minha Vida: A combinação do pão integral, fornecedor de carboidratos e fibras, com a ricota e o peito de peru, ricos em proteínas é perfeita. Além de dar energia a quem o consome, o lanche oferece proteínas, nutriente envolvido em diversas funções do organismo, como a renovação celular. O suco de maracujá oferece vitaminas e minerais, colaborando para atingir a meta destes nutrientes.

Opção 11: com 180 kcal
1 copo de leite desnatado batido com 5 morangos
2 unidades de biscoito integral com gergelim
Análise da nutricionista do Minha Vida: O leite desnatado é fonte de cálcio, além de fornecer uma baixa quantidade de calorias e gorduras, colaborando para uma alimentação saudável. O morango e o biscoito são fontes de fibras, nutriente responsável pela regulação do intestino.

Opção 12: com 188 kcal
1 xícara de chá de leite desnatado
½ xícara de chá de cereal matinal tipo Sucrilhos
½ banana nanica picada
Análise da nutricionista do Minha Vida: O leite é um ótimo aliado de quem quer prevenir a osteoporose, já que é fonte de cálcio, mineral responsável pela saúde dos ossos. O cereal matinal se responsabiliza pelo fornecimento de energia para o corpo, enquanto a banana apresenta uma série de vitaminas e minerais.

Fonte: <Minha Vida>

Exercícios – Body Combat

 

A partir de hoje vou começar a falar sobre exercícios, pessoas que eu comento que fiz a cirurgia sempre me perguntam sobre exercícios e coisa e tal, percebi uma necessidade que elas tem em saber qual exercício faz emagrecer, qual é mais “legal”, qual faz ganhar massa magra…

Vou começar com o programa da Body Systems que amo de paixão: Body Combat…

O Body Combat combina vários estilos de artes-marciais com ginástica, tem socos, chutes, joelhadas, cotoveladas e manda o estresse pro beleléu….

 

Abaixo vídeo do atual Mix (46) com a Rachel Cohen (essa mulher manda muito bem)…

 

Benefícios:
Condicionamento físico completo, altíssimo gasto calórico, definição muscular e defesa pessoal são apenas alguns dos comprovados benefícios que este programa pode oferecer.

(Fonte: http://www.bodysystems.net/novosite/progr/programas_bc.asp?item=oqe)

Cada mix tem 10 faixas onde são trabalhados: aquecimento, 1º, 2º e 3º combate (socos e chutes – intercalados com o Power trainning), 1º, 2º e 3º Power trainning (só soco – intercalados com os combates e muay thai), Muay Thai (joelhadas, cotoveladas e muito sangue no zóio rsrs), Flexões e Abdominais, finalizando com o alongamento…

Tem gente que diz: “Tá estressado? Vá pescar” eu digo “Tá estressado? Vá pro Combat”. No combat você tem a chance de liberar todas as coisas ruins e chatas que aconteceram no dia ou semana, saindo renovada com a cabeça livre.

Espero que gostem da dica e procurem uma academia que ofereça o Body Combat, caso não exista a possibilidade é só buscar pela internet que com certeza você encontra as aulas (rsrs)…

Barra de Proteína PODE!!!

Quem nunca saiu da academia com uma fome que dá vontade de comer um leão e meio… rsrs

Toda vez que saio da academia tenho uma fome louca, chego em casa e como fruta, ou fruta com iogurte, ou iogurte com um pouco de cereal, mas após ver várias pessoas na academia comendo barra de proteína, resolvi experimentar… E não é que a bichinha é boa!!!

 

Resolvi pesquisar na internet e descobri que além de gostosa ela é super saudável e boa pra manter a forma e matar a vontade de comer doces!!!

Quando e como utilizar as barras de proteínas?

Pode comer uma barra de proteínas no intervalo das refeições principais, às 10h00 da manhã e às 16h00 da tarde.

O que é uma barra protéica?

Uma barra protéica é uma snack com elevado teor de proteínas, mas nutricionalmente equilibrada. As nossas Barras de Proteínas têm uma fina cobertura de chocolate e têm uma textura super mastigável.

Oferecem todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento e recuperação dos músculos. Contêm um equilíbrio nutricional de proteínas, hidratos de carbono e gorduras boas, além de vitaminas e minerais.

Ideal para uma refeição rápida, lanche ou snack. Ajuda a desenvolver massa muscular magra.

As Barras de Proteínas são práticas e fáceis de usar. São embaladas individualmente, permitindo levá-las para a escola, para o ginásio, para as competições desportivas ou para o local de trabalho. É o alimento que você precisa todos os dias.

Qualquer pessoa pode comer uma barra de proteínas?

Sim, claro! Pelas suas características nutricionais, as nossas barras de proteínas são um excelente alimento para si e para toda a família. Otimizam a sua ingestão protéica quer seja vegetariano ou não. É ideal para todas as pessoas que necessitam de complementar a sua alimentação com proteínas.

Fonte: <PesoLogica.com>

Bom fica a dica, bateu uma fome entre um treino e outro ou na hora do lanche bora comer barrinha de proteína…

T+